Madereira Portal
Auto Peças

Funcionários dos Correios encerram greve após 16 dias de paralisação

Os empregados da Empresa Brasileira dos Correios e Telégrafos (ECT) decidiram, no início da noite desta quinta-feira, 27, encerrar a greve da categoria que completou 16 dias. A decisão foi tomada após o Tribunal Superior do Trabalho (TST) definir, por unanimidade, o reajuste de 6,5%. Os funcionários voltam ao trabalho a partir desta sexta-feira, de acordo com o horário de cada funcionário.

O índice concedido pelo Tribunal é superior à proposta dos Correios, que pretendia dar 5,2% de aumento para seus 120 mil empregados – o aumento é retroativo a 1º de agosto. No entanto, também é inferior ao índice pleiteado pelos funcionários, de 10% de ganho real, além dos 33,7% de perdas salariais. “O resultado foi positivo para a categoria. Acabamos ficando no meio termo, já que foi definida uma proposta intermediária”, analisou o presidente do Sindicato dos Trabalhadores dos Correios em Alagoas, Sérgio Rubião.

O presidente do TST garantiu a permanência do plano de saúde dos funcionários. Uma comissão formada por membros da ECT e trabalhadores vai debater a adaptação do plano de saúde oferecido atualmente às normas da Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS). Além disso, os funcionários comemoram o reajuste sobre os benefícios concedidos à categoria, como o vale cesta de alimentação e outros auxílios.

O presidente do TST, o João Oreste Dalazen, declarou, em entrevista à Agência Brasil, que os empregados dos Correios têm um dos salários mais baixos entre todas as empresas públicas federais. “Há uma falta de atrativos na carreira que não podemos perpetuar”.

O sindicato acredita que será montado um esquema mutirão para regularizar a entrega de correspondências no Estado. A metodologia da empresa ainda não foi divulgada.

Fonte: Com Agência Brasil

0 Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Marechal Notícias