Madereira Portal
Auto Peças

Juíza é assassinada dentro de Fórum no MT

Reprodução / Tribunal de Justiça MT

Reprodução / Tribunal de Justiça MT

A juíza Glauciane Chaves de Melo foi morta a tiros, na manhã desta sexta-feira, dentro do Fórum de Alto Taquari, que fica a 500 quilômetros de Cuiabá, no Mato Grosso.

Segundo informações de servidores, o ex-marido dela entrou no Fórum, ao qual tinha livre aceso, e foi direto para o gabinete da magistrada, onde iniciou uma discussão. Em seguida, ele sacou um revólver e efetuou dois disparos, acertando a cabeça da vítima. O barulho gerou um início de tumulto no local.

Na sequência, ele fugiu correndo do local. Um segurança do Fórum chegou a persegui-lo, e fazer alguns disparos na direção do acusado, que, em seguida, se escondeu num matagal.

A juíza chegou a ser socorrida e encaminhada a um hospital da cidade, mas não resistiu aos ferimentos e morreu. Por conta da gravidade do crime, o presidente do Tribunal de Justiça do Mato Grosso, Orlando Perri, informou que irá até o município para acompanhar de perto o caso.

Ela e o enfermeiro mantiveram uma relação estável, encerrada oficialmente no último mês de janeiro. Mas, segundo informações, eles já estavam separados desde dezembro de 2012. O casal não tinha filhos.

Buscas

A polícia Civil conseguiu localizar a arma usada no crime. O revólver calibre 38 foi encontrado no gramado do Fórum, provavelmente jogado pelo ex-marido no momento da fuga.

O delegado João Ferreira Borges informou que policiais civis e militares estão em busca do suspeito. Ele disse ter acionado a Perícia Técnica para fazer o trabalho no local do homicídio.

A Coordenadoria Militar do TJ confirmou o envio de uma equipe do Batalhão de Operações Especiais (Bope) para ajudar nas buscas ao acusado.

Também entrou em contato com o Comando Militar da região do Araguaia para auxiliar as diligências.

Foi solicitado ainda o bloqueio das estradas que dão acesso aos estados de Mato Grosso do Sul e Goiás, com apoio da Polícia Rodoviária Federal.

A vítima

Natural de Conselheiro Lafaiete (MG), a juíza havia assumido a Comarca em junho do ano passado. Antes de atuar como magistrada, em Mato Grosso, Glauciane Chaves de Melo havia trabalhado como advogada e assessora de um desembargador, em Minas Gerais.Classificada em 20º lugar no concurso público, ela escolheu a Comarca de Alto Taquari para atuar.

De acordo com as informações, por ocasião da escolha da cidade do Sul de Mato Grosso, a magistrada informou que levou em consideração, além da indicação de amigos, algumas informações sobre a comarca, que ela considerava estar em franco desenvolvimento e, apesar disso, ser uma comarca tranquila, com um bom número de servidores.

Fonte: Primeira Edição

0 Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Marechal Notícias