Madereira Portal
Auto Peças

Operação da PM no Morro do Juramento, no Rio, deixa mortos

Operação da PM no Morro do Juramento busca envolvidos com morte de policial no Alemão. Bandidos fizeram uma barricada para dificultar a ação da polícia (Foto: Reprodução/TV Globo)

Operação da PM no Morro do Juramento busca envolvidos com morte de policial no Alemão. Bandidos
fizeram uma barricada para dificultar a ação da polícia (Foto: Reprodução/TV Globo)

Uma operação da Polícia Militar no Morro do Juramento, Subúrbio do Rio, deixou seis suspeitos mortos na manhã desta terça-feira (4). Segundo a PM, quatro pessoas que foram baleadas na troca de tiros seguem feridas, entre eles, dois policiais. Segundo o comandante do 41º BPM (Irajá), tenente-coronel Luiz Carlos Leal Gomes, a polícia procurava os traficantes envolvidos no ataque à base da PM no Conjunto de Favelas do Alemão no domingo (2), quando a policial Alda Rafael Castilho foi morta a tiros.

Ainda de acordo com a corporação, os baleados foram encaminhados para o Hospital Salgado Filho, no Méier, sem gravidade. Os dois policiais que ficaram feridos foram baleados de raspão na perna. A operação durou cerca de quatro horas, e terminou por volta das 9h.

De acordo com informações do 41º BPM (Irajá), até as 7h30 uma pessoa foi presa. A ação acontecia com apoio de carros blindados. Entre o material apreendido no Morro do Juramento, estão quatro fuzis AK-47, duas pistolas, granadas e material entorpecente que ainda vai ser analisado. Tudo foi encaminhado para a 27ª DP (Vicente de Carvalho).

Imagens do Globocop mostradas no Bom Dia Brasil desta terça (4) mostram barricadas feitas pelos bandidos para evitar a entrada da polícia na favela e um homem aparentemente armado entrando numa casa.

As operações em busca dos suspeitos aconteciam em cinco morros do Rio nesta terça. Segundo o 2º Comando de Policiamento de Área da PM, as ações acontecem no Morro Jorge Turco, área do 9º BPM (Rocha Miranda); na Favela de Vila Kennedy, em Bangu; na Favela do Rola, em Santa Cruz; e no Morro do Banco, na Barra da Tijuca.

Ainda segundo o comandante do 41º BPM (Irajá), o veículo usado durante o ataque à base da UPP, que ocasinou na morte da policial, foi localizado em um dos acessos ao Morro do Juramento na segunda-feira (3). O carro não constava como roubado, segundo informações da PM. Porém, a primeira perícia realizada confirmou a utilização deste pelos suspeitos. Uma próxima avaliação deve verificar as impressões digitais deixadas pelos criminosos.

Fonte: Gazeta Web

0 Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Marechal Notícias