Madereira Portal
Auto Peças

Apesar de evolução, Alagoas é o 4º pior estado em acesso à internet

Mapa do acesso à internet no país destaca Distrito Federal e São Paulo

Mapa do acesso à internet no país destaca Distrito Federal e São Paulo

Em seis anos, Alagoas evoluiu consideravelmente em relação ao acesso da população a internet. De 2005 a 2011, o crescimento foi de 400,3%, sendo o maior avanço registrado entre os estados brasileiros. No entanto, a Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (Pnad), do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), mostra que ainda há muito a se fazer: o estado é o quarto últimono ranking de acesso à internet no país.

Em se tratando do número de internautas, Alagoas, com 34,3% da população ‘conectada’, só fica à frente de Maranhão (24,1%), Piauí (24,2%) e Pará (30,7%), que ocupam os últimos lugares do levantamento elaborado pelo IBGE. Neste tópico, a média nacional é de 46,5%, sendo que Distrito Federal (71,1%), São Paulo (59,5%) e Rio de Janeiro (54,5%) lideram o índice.

Alagoas também fica na mesma posição, e à frente dos mesmos estados, em relação ao acesso à internet em casa. A pesquisa aponta que o estado tem apenas 18,5% dos domicílios com acesso, sendo seguido por Pará (16%), Maranhão (12,7%) e Piauí (12,8%). No Nordeste, o levantamento apresenta o registro de 21,3%. Distrito Federal, com 60,4%, e São Paulo, com 51,8%, também lideram o ranking da pesquisa neste quesito.

A pesquisa mostra que, em 2011, no país, 77,7 milhões de pessoas de 10 anos ou mais de idade acessaram a internet. Para se ter um comparativo, em 2005, o registro foi de 31,9 milhões; em 2008, foi de 55,7 milhões; e em 2009, o índice era de 67,7 milhões de internautas. Em um intervalo de seis anos, a população desta faixa etária no país aumentou em 9,7%, enquanto o acesso à internet apresentava um crescimento de 143,8%, totalizando um acréscimo de 45,8 milhões de brasileiros conectados.

Universo da pesquisa no estado

O levantamento foi realizado nos três últimos meses de 2011 e ouviu em Alagoas 2.628 pessoas com 10 anos ou mais de idade. Entre elas, 705 são estudantes e 1.923 declararam não estar estudando no momento. Do primeiro grupo, 407 disseram ter tido acesso à internet no período, enquanto no segundo apenas 495 afirmaram o mesmo. No total, dentre os entrevistados, 1.726 alagoanos alegaram não ter acessado a internet no último trimestre do ano.

Dos estudantes pesquisados, 618 são da rede pública e 87 da rede privada. Entre eles, apenas três alunos de colégio particulares disseram não ter tido acesso à internet, enquanto que o registro em relação a escolas públicas foi de 295 alunos.

Do total de entrevistados em Alagoas, 1.191 pessoas afirmaram ter alguma ocupação e 1.438 alegaram estar desempregados. No primeiro grupo, 784 não tiveram acesso à internet no período, enquanto no segundo grupo a mesma situação foi registrada com 942 pessoas.

Para chegar a estes dados, a pesquisa do IBGE levou em consideração um processo de estratificação e em cada estrato foram selecionados com reposição e com probabilidade proporcional à população residente obtida no censo demográfico realizado em 2010.

Do TNH1

0 Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Marechal Notícias