Madereira Portal
Auto Peças

Conselho de Segurança denuncia plano para matar governador

Um suposto plano para matar diversas autoridades, entre elas o governador Teotonio Vilela Filho (PSDB), movimentou a reunião do Conselho Estadual de Segurança. O plano teria sido orquestrado por 21 presos que estão em vias de serem transferidos para um presídio de segurança máxima.

Durante o fim de semana, o mesmo grupo teria promovido uma revolta no Presídio Cyridião Durval. Após o motim, policiais do Bope teriam encontrado maconha, cocaína, crack, além de oito celulares, que teriam entrado com a conivência de agentes penitenciários. A rebelião ocorreu no sábado, 8, mas apenas ontem, 10, foi noticiada pela imprensa. Apesar da instabilidade, a Superintendência Geral do Sistema Penitenciário (Sgap) não se manifestou sobre o motim.

Ontem, durante a reunião do conselho, o promotor da Vara de Execuções Penais, Cyro Blatter, confirmou o clima de instabilidade e informou que a transferência dos presos deve ocorrer assim que o governador viabilize um meio para levá-los.

A segurança pessoal de Vilela teria sido reforçada em virtude do suposto plano. Não foi divulgado o nome das demais autoridades ameaçadas pelos presos de alta periculosidade que estariam insatisfeitos com a ocorrência. As informações são do Jornal Gazeta de Alagoas.

Fonte: AL24hs

0 Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Marechal Notícias