Madereira Portal
Auto Peças
Cia das Bebidas

Delegados de Homicídios vão investigar mortes de homossexuais

Alex foi morto a tiros após avistar homens que acompanhavam Davi em um bar no Cleto Marques Luz
FOTO: REPRODUÇÃO/FACEBOOK

Os assassinatos dos jovens Davi Trindade Cinfrônio e do amigo dele, Alex de Souza, serão investigados pelos delegados Rodrigo Sarmento e Rosimeire Vieira. A informação é do coordenador da Delegacia de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), Eduardo Méro, que informou também – por meio da assessoria de comunicação da Polícia Civil – que, na próxima semana, a equipe responsável pelos casos vai informar o andamento das investigações.

Ainda segundo a assessoria, a equipe da Delegacia de Homicídios deve falar sobre os casos na próxima quinta-feira (28). Até lá, Rosimeire e Rodrigo vão seguir colhendo informações para esclarecer os assassinatos.

Davi, 18 anos, foi encontrado morto na última quarta-feira, no Conjunto Cleto Marques. Ele teve o rosto desfigurado.

Horas depois, Alex, 17 anos, foi assassinado a tiros no bairro Santa Lúcia, também na parte alta da capital. Ele teria visto os homens que saíram com Davi de um bar. Por isso, uma das linhas de investigação da Polícia Civil é a de que o jovem pode ter sido vítima de queima de arquivo.

Davi e Alex eram amigos, homossexuais e integrantes do movimento LGBTI+, entidade que, por sua vez, não descarta a possibilidade de crime homofóbico, em razão da orientação sexual das vítimas.

Dados do Grupo Gay de Alagoas (GGAL) apontam que nove homossexuais já foram assassinados somente este ano no estado.

Fonte: Gazeta Web

0 Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Marechal Notícias