Madereira Portal
Auto Peças

Rodoviários decidem manter greve sob risco de serem presos

Rodoviários reúnem-se nesta terça-feira e decidem manter greve – foto: Warner Oliveira

Em reunião realizada nesta terça-feira (21) em frente à garagem da empresa Piedade, os trabalhadores do setor rodoviário decidiram manter a paralisação da categoria, apesar da decisão da Justiça do Trabalho, que ordenou o retorno imediato às atividades sob pena de prisão. Ainda nessa segunda-feira, uma proposta foi feita para que os rodoviários mantivessem 80% da frota funcionando, mas, durante a reunião, os trabalhadores recusaram a proposta e mantiveram a greve.

Agora contando com o apoio do sindicato, o movimento deixa novamente milhares de maceioenses sem transporte público. “Passamos a proposta, mas a categoria não aceitou. O que podemos fazer? A categoria decidiu que não vai mudar”, disse, durante a reunião realizada na manhã desta segunda-feira um representante do Sindicato dos Trabalhadores em Transporte Rodoviário (Sinttro/AL).

Segundo Edvaldo Balbino, líder do movimento que deflagrou a greve nesta segunda-feira, os trabalhadores estão ciente de que podem ser presos. “Sabemos que nós podemos ser presos a qualquer momento. E é claro que temos medo de ser preso, mas a categoria decidiu manter a paralisação”, afirmou Edvaldo.

Oito trabalhadores chegaram a ser presos nessa segunda-feira por desacato à decisão judicial, mas foram soltos por volta das 22h. As prisões ocorreram por volta das 17h50. Oito rodoviários, entre motoristas e cobradores, foram detidos pela Polícia Militar e enviados à Central de Polícia, no bairro do Prado. As prisões ocorreram na sede da empresa de coletivos públicos Piedade, no Tabuleiro dos Martins.

Fonte: Gazeta Web

0 Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Marechal Notícias