Madereira Portal
Auto Peças

5ª Cia apreende dois menores com bicicleta de jovem assassinado em Marechal

Em um trabalho incansável para tentar colocar atrás das grades o(s) assassino(s) do jovem José Lourival Henrique da Silva, de 14 anos, morto brutalmente na manhã de ontem (19), quando catava caranguejo em um manguezal as margens da lagoa Manguaba próximo ao povoado Porto Grande, pm’s da 5ª Companhia Independente tentam solucionar este crime que chocou os moradores da antiga capital alagoana. (Clique aqui e reveja essa notícia)

A “cata” do crustáceo era uma das fontes de sobrevivência da família da vítima, que também era músico da Sociedade Musical Carlos Gomes e tinha perdido o pai há alguns meses, vítima de um acidente de trânsito na AL-215, próximo a Baixa da Sapa.

Denúncias anônimas levaram os policiais militares até uma das ruas do bairro de Taperaguá, próximo a Escola Araújo Lobo e lá foram apreendidos dois menores: I. S. S. de 15 anos e R. E. S. S. de 16. Na residência do segundo menor foi resgatada pela PM o produto do latrocínio, uma bicicleta preta. O celular da vítima ainda não foi localizado.

Versão dos acusados

Os dois menores se contradizem em suas versões, mas alegam que conseguiram a bicicleta de um desconhecido que a ofereceu em troca de alguns goiamuns e R$ 10,00 em espécie. Em outra versão os dois acusados dizem que estavam próximo ao local do crime e ouviram gritos de socorro, porém, não sabiam do que se tratava.

Ambos foram encaminhados juntamente com suas respectivas mães para a Central de Polícia em Maceió para que o delegado plantonista possa averiguar a culpabilidade ou não dos dois.

Por enquanto eles são apenas suspeitos, já que os menores disseram conhecer quem negociou a bicicleta com os mesmos.

Enterro do jovem

O funeral de José Lourival Henrique da Silva aconteceu no final da tarde de hoje. O cortejo seguiu acompanhado pela banda de música que o jovem fazia parte.

No retorno do cemitério, quando souberam que os acusados haviam sido apreendidos, um grupo de cerca de 50 pessoas se reuniu em frente da sede da PM na Rua da Matriz, na tentativa de ver quem eram os acusados.

1 Comentário

  1. MARCELA disse:

    Esse caso não deve ficar em puni a polícia precisa indentificar os responsáveis por essa trajédia… os dias vão passando e gente até esquece do caso, porém a dor dessa MÃE não acaba jamais. QUE DEUS PROTEJA TODA SUA FAMÍLIA COM BENÇÕES DE AMOR.JESUS NUNCA TE ABANDONARÁ!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Marechal Notícias