Madereira Portal
Auto Peças

Ambientalista propõe a ideia de tornar público o antigo Ecopark Campestre

Alonso Calheiros Netto

Alonso R. do N. Calheiros – Um dos idealizadores da ação de Gestão Ambiental no município de Marechal Deodoro

“As discussões sobre o meio ambiente natural vêm ganhando notável interesse desde a década de 1970, mas, não podemos esquecer que os bens naturais não são apenas fontes de insumos para as necessidades humanas” afirma o Ambientalista: Alonso Calheiros; Gestor Executivo do Coletivo Enxame Produções Ambientais, o mesmo conversou com nossa equipe e falou sobre as ações do grupo na sensibilização ambiental no Município de Marechal Deodoro.

Marechal Deodoro é o berço da República. Assim, temos de emancipar as práticas nocivas aos bens cênicos de nossa cidade, contemplada com a Laguna Manguaba, nosso município passa por inúmeras contradições no tocante à Gestão ambiental de seus recursos ambientais, somos ricos de potencialidades sustentáveis e desprezamos nossa vocação para saciar nossas vontades primarias.

Somos uma cidade que cresceu como a maioria das cidades brasileiras, de forma desordenada sem planejamento algum no tocante à ocupação do solo, só após a década de 1950 é que começamos a planejar onde deveríamos ocupar; respeitando encostas, ciclos das águas e outros riscos naturais. Essas ações incoerentes provocaram vários efeitos nocivos ao ecossistema deodorense, nossa cidade hoje não tem áreas consideráveis que possam filtrar as águas das chuvas e regular as condições de temperatura e possam servir como ferramenta de lazer às famílias deodorenses e turistas, a ausência de resquícios da Mata Atlântica e a monocultura da cana de açúcar, conjuntamente com a extração de madeira de forma irregular, contribuíram para chagarmos no estagio atual.

Por isso, no ano de 2013, começamos a polinizar a ideia da aquisição do antigo ECOPARK CAMPESTRE por intermédio da prefeitura, a referida área é o único fragmento de Mata Atlântica no perímetro urbano central, responsável por inúmeros serviços ambientais na região dos bairros antigos do Município, defendemos esse projeto pois é de vital importância para todos deodorenses, com a formalização da proposta, vantagens reais poderão ser evidenciadas por todos, ações de educação ambiental, ecoturismo, observação de pássaros e outros animais poderão ser acompanhadas pelas crianças do município como também por visitantes, hoje contamos com uma unidade do IFAL – Instituto Federal de Tecnologia de Alagoas no bairro da Poeira, o campus tem o viés “Ambiental” seguindo o modismo global, O Parque Municipal, seria um grande laboratório a céu aberto a todos esses estudantes sedentos por aulas práticas na área da Gestão Ambiental e do Turismo Sustentável, o que falta, ao nosso ver, é vontade política de legitimar tal ação, o proprietário já se mostrou bastante flexível à ideia, fomos apresentar a proposta a câmera municipal e entramos com uma solicitação formal ao secretario de Meio Ambiente, Alder Flores, estamos no aguardo e confiantes na aceitação por parte dos agentes públicos municipais. Para publicitar e informar os munícipes estamos colhendo assinaturas através de um abaixo assinado que está correndo pela cidade, aproveito a oportunidade e convido a todos que assinem e exerçam sua cidadania.

2 Comentários

  1. josé cristiano salles pereira disse:

    vamos todos nos mobilizar por mudanças,pois a hora é agora,faça você também a sua parte ,recicle seus pensamentos,plante novas ideias,adiante colha o resultado…

  2. j.o.o disse:

    muitas arvores ali foram derrubadas!!
    outra coisa como sera isso?
    pois tem um problema chamado segurança pois eu mesmo n irei passear por ali sem ter pelo menos uns guardas la.onde tem marginal.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Marechal Notícias