Madereira Portal
Auto Peças

Lagoa Manguaba passará por processo de desassoreamento

Margens da lagoa Manguaba na Ilha do Porto. (foto: Gabriel Santos)

Margens da lagoa Manguaba na Ilha do Porto. (foto: Gabriel Santos)

O Prefeito de Marechal Deodoro, Cristiano Matheus, recebeu na tarde desta terça-feira (17) a notícia da aprovação do projeto que prevê a verba federal de R$ 15 milhões para o desassoreamento da Lagoa Manguaba, que circunda quase toda a cidade. Junto com a notícia, a confirmação da presença do Ministro da Pesca, Marcelo Crivella, no próximo sábado no centro histórico para a assinatura do convênio.

Matheus explica que a cidade tem tradição na pesca e esta é uma reivindicação antiga dos milhares de associados da colônia de pescadores local. E que esta é a primeira vez que uma obra deste tamanho é feito em Alagoas.

“A última obra em lagoa em nosso Estado foi quando Fernando Collor era prefeito de Maceió e fez o dique estrada.”, lembra o prefeito citando o agora Senador Collor, que teve importante participação na aprovação do projeto.

O prefeito comenta que a drenagem do fundo da lagoa representa mais vida, com mais peixe na rede dos pescadores, mais mariscos para as catadoras, mais turismo através dos barcos de passeio que atualmente encontram dificuldades para navegar, e resolverá boa parte das enchentes no período de chuva.  ”E claro, mais comida na mesa da nossa gente. E mais emprego”, comemora.

Junto com a notícia da aprovação do projeto, Cristiano Matheus também recebeu a confirmação da vinda do Ministro da Pesca, Marcelo Crivella para assinar o convênio. A solenidade será em grande estilo. Acontecerá no próximo sábado, às 9h, no Cais da Lancha. Com sorteio de motores para embarcações e show para os pescadores, marisqueiras e todos os apaixonados pela Lagoa Manguaba.

DETALHES TÉCNICOS:

O Secretário de Meio Ambiente do Município, Alder Flores, explica que a obra terá um período de execução de pelo menos um ano, a partir de fevereiro do ano que vem. E que todos os entraves burocráticos foram cuidadosamente resolvidos. Como relatório de impacto ambiental e as devidas autorizações dos órgãos competentes.

“Tivemos agilidade e competência para apresentar em Brasília um projeto criterioso e viável. Por isso foi aprovado”, disse.

 Fonte: www.marechaldeodoro.al.gov.br

0 Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Marechal Notícias