Madereira Portal
Auto Peças
Cia das Bebidas
19-06-2018 às 19:06

Professora deodorense cria cordel com as peripécias dos radialistas da FM Mares do Sul

Professora Vânia Souto e suas netas. (Foto: arquivo familiar)

Rogério Muniz, André Marechal, Ely Correia e Popa.

Da Redação

Contando com uma audiência já consagrada e sendo a FM mais ouvida na cidade de Marechal Deodoro atualmente, a Mares do Sul, que modula em 87,9 Mhz, vem inspirando as pessoas que acompanham sua programação. Esse foi o caso da professora Vânia Souto.

A docente criou um cordel com os “causos”, contados pelos radialistas da emissora durante os programas que vão ao ar diariamente. As histórias, ou estórias como queiram, contados por Ely Correia, Olímpio Galvão Popa, André Marechal e Valmir Francelino, deram o norte na hora de montar o cordel.

Confira:

As peripécias dos Radialistas

Em um dia de tristeza
Pensei em me alegrar
Peguei um velho rádio
Pra uma música escutar

Fui ouvindo melodias
Que ao passado fez voltar
Mas que grande surpresa
Essa rádio é aqui em Marechá

Mas em um belo dia
Fiquei admirada
Ouvindo as aventuras
De uma turma animada

Cada radialista que falava
Uma aventura contava
Foi um dia inteirinho
Que ao rádio fique grudada

Começaram a reclamar
Do café da manhã empobrecido
Pão com salame era o cardápio
Dos pobres radialistas sofridos

Mas continuando a conversa
Vou agora então dizer
Como esses radialistas
Deixaram de se entristecer

Elí Correia começa o dia
Falando em bilú bilú
Manda música cavernosa
Pra quem aprecia uma boa prosa

Olímpio Galvão
Continua a programação
Apela pra os ouvintes dizendo
Não aguento mais salame com pão

Conta suas aventuras
De um tempo que não volta mais
Das travessuras que fazia
Quando era apenas um rapaz

Diz que já não pode aprontar
Pois a coisa agora mudou
Se tornou um homem sério
E muito trabalhador

Ouvi cada relato
Dos radialistas aventureiros
Até André Marechal
Revela seu passado inteiro

Falou que numa noite de agonia
A barriga começou a endoidar
Correu pra beira da Lagoa
Pra poder então cagar

Ao ouvir essa palavra
Fiquei então admirada
Como esse menino então confessa
Que na Lagoa deu uma cagada

Mas o pior dessa aventura
Foi afirmar o que aconteceu
De ter visto o fogo corredor
Que até o cocô extremesseu

Nesse momento então
Quase morro de rir
Não tem terapia melhor
Do que a rádio daqui

Da distração então
Sou interrompida
Minha neta cordelista grita
Vó você já fez a comida?

Nesse momento eu vejo
Que comida eu não fiz
O dia passou tão rápido
Me deixando então feliz

Mas ainda tem aventuras
Que pretendo relatar
Faltou sobre o Valmir
Que não posso deixar passar

Prometo a vocês
Mais coisas relatar
Da rádio Mares do Sul
Que é aqui de Marechá.

Vânia Souto.

1 Comentário

  1. Sergio Murillo disse:

    Muito booooooommmm!!!!!
    Parabéns Vânia Souto e a todos que fazem essa rádio de Marechá!!!!
    Kkkkkkkkkkkkkkkkkkk kkkkkkkkkkkkkkkkkkk.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Marechal Notícias