Madereira Portal
Auto Peças
Cia das Bebidas
23-06-2018 às 18:06

Namorada que matou youtuber em ‘pegadinha’ não queria participar

Crédito: Reprodução/YouTube

Um tribunal em Minnesota, nos Estados Unidos, divulgou o vídeo que mostra os últimos momentos de vida do youtuber Pedro Ruiz, morto aos 22 anos devido a uma ideia que ele próprio teve para se tornar famoso na rede social.

Em junho de 2017, Pedro pediu que sua namorada, que na época estava grávida, desse um tiro em um livro na frente do peito dele, para provar que a bala não seria capaz de atravessá-lo. No entanto, a tentativa não deu certo, e ele não resistiu aos ferimentos.

“A pessoa em que mais confio nesse mundo é minha namorada, Monalisa. Então se eu morrer, estou já preparado para ir ao céu agora mesmo”, afirma o jovem no vídeo.

As imagens mostram que Monalisa Perez, à época com 19 anos, não queria participar da gravação.

“Eu não posso fazer isso, amor. Estou com muito medo”, disse com a pistola em suas mãos.

Mas o namorado dela quis seguir adiante com o plano.

“Desde que você atinja o livro, você ficará bem. Vamos lá”, incentivou Pedro.

Uma mensagem no Twitter de Monalisa frisava que a ideia de filmar “um dos vídeos mais perigosos de todos os tempos” era de Pedro.

“Amor, se eu matar você, o que vai acontecer na minha vida? Tipo, isso não está certo. Eu não quero ser responsável por isso”, disse a jovem antes de apertar o gatilho.

Monalisa se considerou culpada pelo crime de homícidio culposo em segundo grau e foi condenada a 180 dias de prisão, informou a imprensa americana. Após deixar a cadeia, ficará em liberdade condicional durante 10 anos e não poderá possuir armas pelo resto da vida. O casal já tinha uma filha, que na época da morte do pai tinha 3 anos.

Após atirar no namorado, Monalisa chamou a polícia para socorrê-lo. Embora Pedro ainda estivesse vivo quando os oficiais chegaram, ele não conseguiu ser levado a um hospital com vida, pois não resistiu aos ferimentos no local da gravação.

Os dois criaram um canal no Youtube em março de 2017 para contar sua rotina. Os vídeos, geralmente, continham piadas e desafios. O canal deles tinha cerca de 300 inscritos.

Fonte: Alagoas 24 Horas

0 Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Marechal Notícias