Madereira Portal
Auto Peças

Chacina deixa três mortos e um ferido em Rio Largo

Na noite desta sexta-feira (19) o munícipio de Rio Largo voltou a ser destaque na área policial. Um crime que deixou os moradores do Conjunto Tavares Granja assustados. Três jovens foram assassinados dentro de casa com vários tiros de pistola 380. A polícia acredita que quatro homens armados e encapuzados realizaram a chacina. O proprietário da residência também foi atingido e socorrido em estado grave para o hospital.

O garoto Fernandes Ferreira Firmino da Silva, conhecido por “Nandinho”, 14 anos, foi o primeiro a ser executado. O crime aconteceu na sala. Em seguida os pistoleiros foram ao quarto e mataram outros jovens. Daniel Vicente de Oliveira, 16, e Valter Cícero da Silva, 21. Todos assassinados com tiros na cabeça.

Valter Cícero estava pagando a pena de roubo em regime sem-aberto utilizando uma tornozeleira eletrônica. Daniel Vicente era usuário de drogas, segundo a família que conversou com o EMERGENCIA190. A mesma afirmação acrescentou o pai de Fernandes Ferreira, que não quis se identificar. “Ultimamente ele estava com o comportamento estranho, sempre queria está na casa desse amigo que foi socorrido para o hospital. Acredito que Fernandes usava drogas sem a família ter conhecimento”, disse o senhor de 42 anos que trabalha na agricultura.

Nos primeiros levantamentos da polícia, o proprietário da casa apenas conhecido por “Pí” começou habitar o conjunto há quinze dias. “Eles faziam festas constantemente, convidava mulheres e utilizavam drogas”, explicou o agente Lopes da Polícia Civil. Durante o depoimento revelou que ficou surpreso com o triplo homicídio. “Trabalho na polícia há 10 anos e isso é muito raro de acontecer”, acrescentou.

Moradores apenas confirmam que ouviram diversos tiros. Os quatro criminosos utilizaram um carro de cor prata para realizar a fuga, o mesmo veículo que chegaram à residência. Não é descartado na investigação que o local servia como armazém das drogas.Na casa os peritos não encontram drogas e armamentos que possivelmente possa ter sido levados pelos acusados.

De acordo com funcionários do Hospital Geral do Estado (HGE) o proprietário da casa conhecido por “Pí” continua internado na área vermelha com o estado de saúde bem debilitado devido os tiros que atingiram a cabeça. O crime está sendo investigado pela Delegacia de Homicídios de Maceió.

Fonte: emergencia190

1 Comentário

  1. Lynda disse:

    great put up, very informative. I’m wondering why the opposite specialists of this sector do not understand this. You must proceed your writing. I am confident, you’ve a great readers’ base already!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Marechal Notícias