Madereira Portal
Auto Peças

Operação da Polícia Federal investiga supostos crimes cometidos por ex-prefeito de Marechal Deodoro

Cerca de 110 policiais federais cumprem 25 mandados de busca e apreensão, inclusive em Marechal Deodoro. Operação acontece em Alagoas, Pernambuco e Maranhão. 

(Créditos de imagem: asscom PF)

A Polícia Federal em Alagoas em conjunto com a Receita Federal, deflagrou na manhã desta terça-feira (5) a Operação “Kali”, que investiga uma suposta organização criminosa envolvida em desvio de recursos público, corrupção ativa e passiva e lavagem de dinheiro. Um dos locais onde estão sendo cumpridos os mandados de busca apreensão é um apartamento de alto padrão, localizado no bairro da Ponta Verde, em Maceió. Além de Alagoas, também são cumpridos mandados nos estados de Pernambuco e Maranhão.

Na ação, foram empregados 110 policiais federais e equipes da Receita Federal para cumprimento de 25 mandados de busca e apreensão, ordens de sequestro de bens e bloqueios de contas e veículos, expedidos pela 2ª Vara Federal de Alagoas. O ex-prefeito de Marechal, Cristiano Matheus, é um dos investigados.

A ação é um desdobramento da Operação Astaroth, deflagrada em julho de 2017 que desvelou um grande esquema de desvio de recursos públicos da Prefeitura Municipal de Marechal Deodoro/AL, ocorrido entre os anos de 2009 e 2016.

Na oportunidade, a PF afirmou que verbas da merenda e do transporte escolar da prefeitura de Marechal Deodoro teria sido usada de forma irregular para a comprar de postos de combustíveis no Estado do Maranhão.

O TNH1 tentou contato com o ex-prefeito de Marechal Deodoro, Christiano Matheus, que comandou o município durante o período investigado pela Polícia Federal, mas ele não atendeu nossas ligações.

O nome “KALI” é uma alusão à deusa hindu que é considerada a destruidora da maldade e ceifadora de demônios.

TNH1

0 Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Marechal Notícias