Madereira Portal
Auto Peças

Elisabeth Carvalho critica Defesa Social e pede saída de Dário César

Elisabeth Carvalho critica Defesa Social e pede saída de Dário César (Foto: Gazetaweb/Arquivo)

Elisabeth Carvalho critica Defesa Social e pede saída de Dário César (Foto: Gazetaweb/Arquivo)

Em pronunciamento na manhã desta terça-feira (23), durante a sessão do Pleno do Tribunal de Justiça (TJ) de Alagoas, a desembargadora Elisabeth Carvalho do Nascimento fez várias críticas ao atual comando da Secretaria de Estado da Defesa Social, chegando a recomendar a saída do coronel Dário César Barros Cavalcante. A magistrada citou diversos casos emblemáticos e cujos autores nunca foram presos, afirmando que o Poder Executivo ‘é frágil por não escolher a pessoa certa para liderar a segurança pública’.

“Alagoas sofre de um grande mal há um bom tempo, que é não descobrir quem são os assassinos. Tem dois casos aqui em que o corpo das mulheres simplesmente sumiram e a segurança pública não dá conta. Como é que a pessoa desaparece e ninguém se responsabiliza por isso?”, questionou a desembargadora ao citar os casos Bárbara Regina e Roberta Dias, que estão desaparecidas há vários meses sem que a polícia afirme ter pistas dos suspeitos.

Elisabeth Carvalho culpou o secretário de Defesa Social pela impunidade. “Essa questão de ter famílias que mandam nos crimes dentro do estado demonstra a incompetência de quem está à frente da Secretaria de Segurança. Se depender do secretário, em relação a estes casos, os culpados não vão aparecer. Além do desaparecimento das duas jovens citadas, muitos outros casos ficam sem solução aqui em Alagoas”, criticou a magistrada.

Ela afirmou, ainda durante a sessão do Pleno do TJ, que procurou o governador Teotonio Vilela Filho (PSDB) para externar sua discordância da forma com a qual o comando da Defesa Social tenta combater a violência que assola Alagoas. Na oportunidade, a desembargadora disse que pediu ao Executivo que fizesse a mudança na secretaria. “Não dá mais para segurar, explode coração! Ele [o governador] tem que tirar esse homem da Secretaria de Estado de Defesa Social. Não há condição alguma de se aguentar essa situação. Eu não sei o que o segura lá no comando, mas, seja o que for, que o governador corte essa ligação”, opinou.

Elisabeth Carvalho engrossou seu posicionamento ao reforçar que o governo estadual ‘precisa tomar uma medida urgente, trocando o comando da Seds’. “A situação atual demonstra a fragilização do Poder Executivo em encontrar uma pessoa correta para o comando da Defesa Social. Eu não tenho nada contra o Dário César, mas ele não é um homem de campo. É burocrático. No primeiro mandato do Ronaldo Lessa, só se ouvia falar em um traficante – o Rui, da Grota do Arroz. E agora, como está a situação?”, indagou a desembargadora.

Do Gazeta Web

1 Comentário

  1. JOAO AVELINO disse:

    PARABENS DESEMBARGADORA PELO SEU POSICIONAMNETO!!!!! VERDADE!!!! PRECISAMOS COLOCAR ALGUEM COM CONHECIMENTOS E NÃO POR APADRIAMENTO!!!PRECISAMOS TOMAR MEDIDAS URGENTE, POIS O MAL QUE NOS ASSOLA A CADA DIA QUE PASSA CRESCE!!!!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Marechal Notícias