Madereira Portal
Auto Peças

Gari com salário atrasado há 3 meses é vereador eleito em Maribondo

Loirinho foi eleito vereador com 328 votos.

O nome na certidão de nascimento é Francisco Roberto Lopes, mas na cidade de Maribondo, onde vive, trabalha e é muito querido, ninguém o conhece pelo nome civil. Ele é Loirinho Gari, 31 anos de idade, funcionário da prefeitura há 11 anos, sofrendo junto com os colegas de serviço público com salários atrasados quase três meses.

No último dia 7, Loirinho Gari foi eleito vereador. Conseguiu 328 votos, a oitava votação, e entrou quase raspando, já que a Câmara Municipal de Maribondo tem apenas nove vagas.

De lá para cá, Loirinho Gari não parou mais de receber cumprimentos dos amigos e parentes.  Ele diz que teve que suar a camisa para ser eleito, tanto quanto faz ao exercer sua profissão.

Sem dinheiro para a campanha, ele buscou votos no contato direto, no boca a boca, de porta em porta. “No início foi muito humilhante”, lembra o vereador eleito. “Muita gente falava que só ganha quem tem dinheiro. Eu, como gari, o povo mandava desistir”.

Problemas na campanha, diz ele, não faltaram. “A campanha foi feita no empurrão. Dificuldade pra divulgar música, para ter material de campanha, para tudo. Mas com fé em Deus deu para ir levando”.

Para sustentar a esposa e quatro filhos, Loirinho se vira. Como o salário da prefeitura eswtá atrasado, ele faz bicos como garçom ou apitando jogos de futebol.

Para seu mandato na Câmara, o primeiro projeto está na ponta da língua: beneficiar os garis. “Voltar a ter um café da manhã para a equipe antes do trabalho, que a prefeitura cortou”, promete Sua Excelência, o vereador Loirinho Gari, com muita honra.

Fonte: TNH

0 Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Marechal Notícias