COVID-19
Marechal Deodoro
Confirmados
2.468
Suspeitos
08
Descartados
1.496
Recuperados
1.700
Óbitos
36
Gago Lopes
Pub

Ricardo Coelho

9 de agosto de 2020
última atualização em 9 de agosto de 2020 às 09:08

Já ouviu falar na Ponte de Choluteca!

Você já ouviu falar da Ponte Choluteca? Eu também não, até há um ano atrás. Ela é uma ponte de 484 metros que ficava sobre o rio Choluteca em Honduras na Amárica Central. Uma região notória por vendavais e furacões.

Assim quando decidiram construir uma nova ponte sobre o rio Choluteca, em 1996, eles queriam uma ponte que resistisse a severas condições climáticas extremas. Uma empresa japonesa foi contratada e eles construíram uma ponte sólida para resistir as poderosas forças da natureza. A nova ponte Choluteca – moderna – uma maravilhosa obra de arte da engenharia foi aberta ao público em 1998. Como as pessoas dirigiam-se de um lado para outro não conseguiam admirar a ponte. Era uma alegria e orgulho de Choluteca.

Naquele ano em outubro, o furacão Mitch chegou a Honduras. Caíram 1905 milímetros de chuva em quatro dias – o equivalente a ao volume que cairia em seis meses. Foi uma devastação total. O rio Choluteca encheu e alagou toda a região. 7.000 pessoas perderam suas vidas. Todas as pontes em Honduras foram destruídas, exceto uma. A nova ponte Choluteca permaneceu sem ser afetada. Mas havia um problema.

Enquanto a ponte estava intacta, a estrada que levava até a ponte estava devastada em ambos os lados. Não havia sinais de que antes houvesse uma estrada ali. E aquilo não era tudo. A enchente forçou o rio Choluteca a mudar seu curso. Ele criou um novo canal, e agora o rio fluía ao lado da ponte sem passar por ela. Não embaixo, mas ao lado dela. Assim enquanto a ponte foi forte o suficiente para sobreviver ao furacão, tornou-se uma ponte sobre o nada. Uma ponte para lugar nenhum.

Isto aconteceu há 22 anos atrás. Mas a lição da ponte Choluteca, em Honduras, é mais relevante para nós hoje do que antes. O mundo está mudando de um modo que nós nunca imaginamos antes. A ponte Choluteca é uma terrível metáfora para o que pode nos acontecer – nossas carreiras, nossos negócios, nossas vidas – como o mundo chega até nós transformado. Adaptar-se a mudança. Ou não.

O ponto é que as mudanças sempre foram maiores e mais frequentes do que a maioria tem impressão e…por conta de transformações tecnológicas, demográficas, climáticas, sociais e de modelos de negócios, elas vêm se acelerando e vão continuar a se acelerar.
Se você espera que a vida e os negócios vão voltar ao normal, mesmo que um novo normal, estável, após a pandemia, é melhor começar a repensar.

Então tá mas no que na hora de se acordar, inovar e sair da mesmice. Como falo sobre Eventos. Fica aqui um alerta para a vida, gente acorda!!!

Vamos se reinventar o que conheçamos de shows,festa, comemorações vão existir sim mas não agora talvez no final do Primeiro semestre de 2021.

#acorda

#eventosmudaram

#sóvocenãoquerver

0 Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Sobre
Ricardo Coelho

Fotografo e Cinegrafista por amor, desde 1987. Esteve presente no mercado de Pernambuco ,São Paulo e Rio de Janeiro, agregando conhecimento, reunido em seu portfólio, mais de 4000 formaturas no currículo. Gerente Comercial de umas das principais Empresas de Formatura do Nordeste, Diretor de Marketing , Gerente de redes Sociais . Com sua competência e simpatia conquistou o mercado de Formaturas e estado e esta entre os mais lembrados do setor.

Ricardo Pereira Coelho

Contato 82 99631-4502

#ricardocomercial

Instagram ricardocomercial

Anuncio
Anuncio
Copyright © 2020 Marechal Notícias. Todos os direitos reservados.