Madereira Portal
Auto Peças

Empresa que vai se instalar em Marechal Deodoro define processos para utilização de gás natural em AL

thumbs

Executivos da Portobello S.A., uma das líderes no setor de revestimento cerâmico do Brasil, estiveram, nesta terça-feira (28), reunidos com o secretário de Estado do Planejamento e do Desenvolvimento Econômico, Luiz Otavio Gomes, e a diretoria da Algás para tratar sobre a distribuição de gás natural para a fábrica da empresa que será instalada no Polo Multifabril Industrial José Aprígio Vilela, em Marechal Deodoro. A Portobello teve seus incentivos fiscais, creditícios e locacionais concedidos pelo Conselho Estadual de Desenvolvimento Econômico e Social (Conedes) em dezembro de 2012 e iniciará suas obras de construção ainda este ano.

O consumo de gás do empreendimento está estimado em 80 mil m³/dia, que gera um total de dois milhões m³/mês. Pela quantidade de energia exigida e pensando no que pode ser mais bem aproveitado, foi definido que a cogeração será o processo energético utilizado.

“A cogeração é definida como um processo de produção e utilização combinada de calor e eletricidade, proporcionando o aproveitamento de mais de 70% da energia térmica proveniente dos combustíveis utilizados nesse processo”, explicou o presidente da Algás, Geoberto Espírito Santo.

A empresa irá fabricar azulejos e pisos em uma área no Polo Multifabril Industrial José Aprígio Vilela e a estimativa é que o projeto orçado em R$ 206 milhões gere, na primeira fase, 250 empregos diretos e 2.400 postos de trabalho indiretos entre os processos de mineração, transporte e manutenção. Quando entrar em operação total, a Portobello empregará 800 pessoas.

“Em julho do ano passado, com o governador Teotonio Vilela Filho, visitamos a fábrica da Portobelo em Santa Catarina e os executivos ficaram impressionados com a lei de incentivo do Estado, e em dezembro a Portobello teve seus incentivos aprovados. Essa agilidade faz parte da política do governo atual, que não mede esforços para atrair novos empreendimentos”, afirmou o secretário Luiz Otavio Gomes.

Fonte: Asplande

0 Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Marechal Notícias