Madereira Portal
Auto Peças

Alagoas registra 15 homicídios no final de semana

Só no município de Marechal houve duas mortes entre sexta e sábado

Quinze homicídios foram registrados em Alagoas neste final de semana, segundo relatório divulgado pela assessoria de comunicação da Perícia Oficial do Estado. Os dados compreendem os cadáveres que deram entrada nos Institutos Médico Legais de Maceió e Arapiraca, entre as 7h do último sábado (18) e as 7h desta segunda-feira (20). O número representa um aumento superior a 100% em relação ao final de semana anterior, quando foram registrados apenas sete homicídios.

Maceió segue como a cidade líder em assassinatos, com quatro casos. Mas a violência em municípios como Arapiraca e Rio Largo também chamou a atenção, já que foram três homicídios registrados em cada uma das regiões. Já os demais casos ocorreram em Marechal Deodoro, São Miguel dos Campos, Pilar, Marimbondo e Santana do Ipanema.

Entre as vítimas está um morador de rua que foi morto a tiros nesse domingo, dentro de um galpão em obras localizado na AL-220, em Arapiraca. Com este caso, chega a 21 o número de assassinatos de moradores de rua em Alagoas.

Outro caso de grande repercussão diz respeito a homicídio de um jovem na Ponta Verde, bairro nobre da capital. ‘Juninho’, como era conhecido, foi morto a golpes de faca peixeira. Na ocasião, policiais do 1° Batalhão da PM realizaram diligências e prenderam outro menor, de 16 anos, apontado por testemunhas como suspeito no crime.

O homicídio teria sido motivado por acerto de contas, já que a vítima havia comprado drogas e demorado a efetuar o pagamento, fato que insatisfez o algoz. O suspeito foi levado para a Delegacia de Homicídios, onde confessou o crime e acabou autuado em flagrante.

Fonte: Gazeta Web

2 Comentários

  1. Cícero Silva disse:

    Além dos crimes ocorridos, ainda tem uma agravante: a Justiça não move uma palha para encontrar o(s) criminoso(s). Aqui vai a crítica e asseguro que não existe contestação – Se esses crimes fossem praticados contra um Promotor, um Coronel ou um Deputado, logo logo a Polícia estaria à disposição da Justiça para apurar. Mas isto acontece em todo o Brasil: tem dinheiro, tem dono. Não tem fica por isso mesmo.

  2. CR de arj disse:

    E os governantes ainda dizem que houve melhora na redução da criminalidade no estado com esse plano furado da segurança.A criminalidade tem que ser tratada na base, educação, saúde e emprego coisa que aqui no estado e raridade.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Marechal Notícias