Madereira Portal
Auto Peças
Cia das Bebidas
Blog Ecos Deodorense

Blog Ecos Deodorense

É um criação do professor e historiador deodorense Sebastião Heleno, exímio conhecedor da cultura alagoana e brasileira.

Ecos Deodorenses: Um novo trânsito em Marechal Deodoro

Ilustração.

Como proprietário de veículo e morador de Marechal Deodoro, e ainda com a intenção de colaborar, faço uma sugestão para melhorar o trânsito da nossa cidade, conforme mapa abaixo. Antes quero isentar a atual administração, bem como a SMTT, uma vez que tudo começou na administração passada, refiro-me e destaco acesso ao Centro Histórico, próximo ao Colégio Joviano Rodas (no Barro Vermelho), que é na verdade “um samba de crioulo doido”. AS PESSOAS NUNCA ACEITARAM aquilo ali. O que é mão é contra mão, e o que é contra mão é mão. Somos um município onde o turismo é muito importante, as pessoas que nos visitam sempre perguntam e criticam o porquê a entrada da cidade é contra mão, e isso com muita razão. Tenho certeza que a atual administração vai normalizar a situação e acabar de vez comesse absurdo e melhorar o trânsito.

É claro, que a execução da minha sugestão, total ou parcial depende de um estudo técnico quanto a sua viabilidade, pois a alteração não se estende apenas ao acesso na área do Barro Vermelho. Mas pelo menos uma demonstração da necessidade de se fazer alguma coisa foi focalizada.É visível que a situação atual é uma estupidez e se nada for feito vamos continuar com o absurdo do absurdo. Retirar os gelos baianos e normalizar definitivamente a entrada de nossa cidade pela Rua São Pedro e Orla Lagunar é uma necessidade.

1 Comentário

  1. Sebastião Heleno disse:

    Não sou “o dono da bola” e nem da verdade, ou o “sabe tudo” como muita gente se acha, portanto aceito qualquer opinião contra ou a favor. O meu cometário é só uma sugestão para estudo, como disse acima, e com a intenção de ver a nossa cidade melhor.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Marechal Notícias